Quem sou eu

Minha foto
Araxá, Minas Gerais, Brazil
Especializado na criação de psitacídeos,Contatos:periquitoscriar@gmail.com,alessandro-aax@hotmail.com,(34)8858 0892 - (34) 3611 4320 (horário comercial)
Msn: alessandro-aax@hotmail.com
skype: alessandroaraxa

Busca no blog

24 de maio de 2011

MANEJO


O que é Manejo? 

São as formas como usamos uma determinada  técnica, como é a rotina do criatório, as instalações, a alimentação, os cuidados com pragas e doenças, os acasalamentos etc. 
As técnicas de manejo da  "CRIAR "           
foram se aprimorando aos poucos, baseadas  em muitos estudos  sobre a criação de cada espécie (tendo como fonte as práticas de outros grandes criadores e ornitólogos, pela prática  em criação de aves do próprio criador e apoio técnico biológico de MARIANA FONTES ZAMBONI estudante de ciências  biológicas da  Universidade de Uberaba).



NOSSAS INSTALAÇÕES

Um ambiente adequado deve ser criado considerando a região de origem da ave, seus hábitos alimentares e a flora do ambiente em que vive na natureza para propiciar bem estar ao animal .
O controle  da temperatura ambiental e da umidade  do ar é de extrema importância dentro do criadouro.
O manejo dentro do criadouro é específico para cada espécie.
Calopsitas  por exemplo chocam em colônia em um viveiro se 2 m por 1,5 m com o cuidado de já estarem acasaladas antes de serem colocadas lá.
Já os periquitos são chocados em viveiro maternidade, com 20 box separados.


OS NINHOS

Os ninhos usados aqui na criar, são todos de fabricação própria e já passaram por algumas modificações, desde tamanho até design interior.
Chegamos depois  de vários testes , a um modelo de caixeta com ninheira  interior vazada, (diferente das encontradas nas lojas) o que proporciona menor perda de temperatura interna e evita que os ovos rolem e porventura quebrem ou percam temperatura
Os ninhos para calopsita seguem o mesmo padrão, porém com dimensões maiores evidentemente e com poleiro externo bem mais comprido.
Nota: Como medida preventiva os ninhos são trocados  a cada início de choca, mesmo os que pareçam estar em bom estado, para que se evite infestação por ácaros e piolhos no criatório.


Poleiros

Assim como os ninhos, os poleiros são uma grande preocupação no criadouro. Isso se deve ao fato de que também possam colaborar para infestações desagradáveis.
Utilizamos madeira perobinha que é menos porosa que o
pinnus e por isso bem mais segura contra pragas.
Como os ninhos, os poleiros são fabricados dentro do criadouro e são trocados regularmente e submetidos às devidas medidas profiláticas para serem usados novamente.

Solução para desinfecção dos nossos poleiros:
10 litros de água
5 ml
butox

Depois de lavados e lixados os poleiros ficam mergulhados nessa solução por 15 min e secam a sombra para evitar que a madeira se deforme
 e depois são utilizados novamente.

NA PRÓXIMA POSTAGEM ESTAREI FALANDO SOBRE A ROTINA DO CRIADOURO, ALIMENTAÇÃO E NOSSA EQUIPE DE TRABALHO.



Nenhum comentário:

Postar um comentário